terça-feira, 30 de agosto de 2011

Olha o sapinho na porta


Olha o verdinho para colocar na maçaneta de sua porta.

Faça a bela Joaninha com seus alunos.Com garrafas de pithula elas ficam fofinhas.

A cabeça é feita com pedaços de forma 'cuba ' de ovos.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Ocupando o tempo...

Customização de blusa com feltro

Sapinho feito com retalhos

Meu filhos adorou este....





Homenageando os pais.

PROCURA-SE UM PAI
A criançada está procurando um pai...
Peça em 1 ato.
Personagens: Narrador, 2 crianças, vendedor, 6 pais
Narrador: Atenção, Senhoras e Senhores. O que vocês vão assistir agora é uma ficção. Qualquer semelhança terá sido mera coincidência!
Entram as crianças, conversando preocupadamente.
CRIANÇA 01: Calma! Nós vamos encontrar. Vamos ver... Onde a gente pode começar a procurar? Ah! Tive um a ideia. Vamos até o shopping.
CRIANÇA 02: É mesmo dizem que lá vendem de tudo. Pode ser que venda pai também!
As crianças saem de cena. Quando o narrador começar a falar elas entram novamente em cena.
NARRADOR: As crianças correm para o shopping. Andam de um lado para o outro, olhando em todas as lojas, mas não encontram nada. Quando estão quase desistindo, uma das crianças vê uma placa grande e bonita. Que surpresa para eles! A placa dizia... "Temos todos os tipos de pais".
As duas crianças se aproximam para ler a placa, quando chega o vendedor.
Vendedor Pois não? Posso ajudar vocês?
CRIANÇA 01: Acho que sim.
VENDEDOR: O que vocês estão procurando?
CRIANÇA 02: Nós estamos querendo um pai.
CRIANÇA 01: E o cartaz diz que aqui tem todo tipo de pai.
CRIANÇA 02: É isso mesmo, "a gente" quer um pai para cuidar de nós! Você tem algum aí?
VENDEDOR: Um, não. Vários. Vocês vieram ao lugar certo. Aqui nós temos todos tipos de pais. Eu vou chamar um por um, aí vocês escolhem!
Entra o Pai Esportista - vestido com roupa de ginástica, saltitando e fazendo polichinelos.
VENDEDOR: Fiquem a vontade.....
As crianças espantadas se aproximam para conversar
CRIANÇA 01: O senhor quer ser o nosso pai?
Pai esportista (Toma as mãos das crianças e move para cima e para baixo com ritmo e começa a fazer ginástica).: Venham pra cá e façam como eu. Vocês estão fora de forma.
CRIANÇA 01: O senhor ainda não respondeu quer ser o nosso pai?
PAI ESPORTISTA: Claro! Vocês estão mesmo precisando de ginástica. Vocês treinarão duro para ter um corpo de atleta como o meu e comerão somente o necessário. Nada de comer doces, salgadinhos, refrigerantes...
CRIANÇA 02: Mas fora tudo isso aí que o senhor falou, o que mais o senhor pode nos dar?
PAI ESPORTISTA: Bem deixe-me pensar... Mais nada! Vocês serão atletas... querem mais?
Pai sai saltitando
CRIANÇA 01: Ih, esse pai esportista não daria certo nunca! Imagina só até sermos atletas estaríamos um palito!
CRIANÇA 02: O jeito é continuar procurando... Não podemos desanimar!
Entra o pai desleixado, mal vestido, barba por fazer, andar desligado, olhando pros lados.
CRIANÇA 02: O senhor quer ser nosso pai?
Pai desleixado: Vou pensar... Pode ser! Vai ser manero; mais já vou falar logo vocês podem comer besteiras, não precisam escovar os dentes, não precisam ir pra escola e muito menos para a igreja.
CRIANÇA 01: Esse aí tem um parafuso a menos.
CRIANÇA 02: É... Está realmente difícil!
O pai desleixado fica num canto.
Entra Papai Noel, carregando uma sacola pesada, rindo "ho,ho, hó" e badalando um sino.
CRIANÇA 01: Este aqui parece ser legal!
CRIANÇA 02: E o senhor quer ser o nosso pai?
PAI NOEL: Quero sim, nós vamos nos divertir muito. Tenho sempre muitos presentes para vocês, mas eu só apareço no fim do ano e vocês terão que ficar sozinhos.
As crianças balançam a cabeça e fazem cara de desânimo. Papai Noel pega o pai desleixado pelo braço e os dois saem de cena.
Entra o Pai espião, roupa preta, olhando por cima do ombro para ver se não está sendo seguido
CRIANÇA 01: Você quer ser o nosso pai?
CRIANÇA 02: Só se o senhor quiser! (olhando em volta para ver o que o pai está procurando).
PAI ESPIÃO: Vocês que sabem... Minha vida é uma grande aventura, vocês não terão um dia como o outro, terão que estar sempre fugindo sem descanso. Vocês escolhem.
CRIANÇA 01: Acho melhor não... Mas muito obrigado!
Sai o pai espião, e entra o pai desconfiado - braços cruzados e não olha ninguém no olho.
CRIANÇA 02: E o senhor quer ser o nosso pai?
PAI DESCONFIADO: Sei não, vocês estão me parecendo encrenca! Acho melhor vocês procurarem outro pai. (e sai de cena)
As crianças sentam no chão de cabeça baixa, desanimadas
CRIANÇA 01: Nós não vamos encontrar...
Entra o vendedor
VENDEDOR: O que foi com vocês? Estão tristes?
CRIANÇA 02: É, você acha que está fácil? Mas, não está não!
VENDEDOR: Ainda não acabou; só tenho mais um. Quem sabe?
O vendedor vai chamar o último pai e as crianças olham ficam olhando.
Entra o pai cristão, roupas normais, com sorriso franco, se abaixa para falar com as crianças e as olha no olho.
CRIANÇA 01: Será? E o senhor, quer ser o nosso pai?
PAI CRISTÃO: Claro que sim! Sempre cabe mais um no coração de um pai cristão. O que eu aprendi de Deus, ensinarei a vocês: que a salvação está em Cristo Jesus e a comunhão com os irmãos! Teremos momentos difíceis e também momentos bons; mas, seremos felizes.
(O pai dá as mãos às crianças e se coloca em postura de oração)
PAI CRISTÃO: Direi como o rei Salomão:"Dize à sabedoria: tu és a minha irmã e à prudência chama tua parenta". Rogo a Deus que me faça sábio e prudente para poder dar sólida educação cristã a meus filhos. Amém.
(De mãos dadas saem as crianças - sorrindo satisfeitas - com o pai)
´
Brinde feito pelas crianças


As professoras se empenharam para dramatizarem a peça: procura-se um pai, extraido do site teatro cristão.




segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Desenvolvendo a leitura e a escrita.


2º PROJETO BIMESTRAL

TEMA: Educação Ambiental: Desenvolvendo a leitura e escrita através de práticas cotidianas na formação de leitores.
JUSTIFICATIVA

            Em sociedades letradas, desde muito cedo, as crianças demonstram interesse e fazem reflexões sobre a função e o significado da escrita. Para que possam escrever com autonomia, é preciso que entrem em contato com diversos tipos de textos desde a educação infantil. Serão trabalhados os seguintes gêneros textuais: poesias, contos e bilhetes.
            Os contos de fadas, por exemplo, tem uma estrutura complexa e são importantes no processo de letramento. Pois, nele ocorre uma narrativa perfeita, com a sequência apresentada sempre da mesma forma: Cenário, problema, construção e desfecho. Além do mais, a identificação emotiva entre os alunos e as personagens predispõe as crianças à leitura.
            Com as atividades propostas a seguir, as crianças darão um passo para ma percepção de elementos da estrutura da linguagem escrita. Perceberão elementos da estrutura de textos lingüísticos e discursivos e avançarão com relação ao domínio das normas da Língua Portuguesa, farão reflexões sobre o conteúdo do texto proposto, observando a mensagem central que leve a meditar sobre nossa relação com o outro (respeito, solidariedade, união e partilha), como também a relação do homem com o meio ambiente. Formando assim leitores e escritores comprometidos com a prática da construção de uma sociedade que utilize os recursos naturais de maneira sustentável.


OBJETIVOS

GERAL:
Ø  Desenvolver habilidades de leitura e escrita, motivando a formação de leitores e escritores nas questões sociais e ambientais.


ESPECÍFICOS:
Ø  Alimentar e estimular o imaginário;
Ø  Treinar a escuta por meio da leitura de textos narrativos lidos pelo(a) professor(a);
Ø  Ler e interpretar texto através da escrita e/ou oralmente;
Ø  Refletir e discutir sobre as situações, atitudes e acontecimentos que envolvam cada história e seus personagens;
Ø  Produzir textos orais, escritos individualmente e coletivamente a partir das narrativas;
Ø  Reescrever novas versões dos contos.
Ø  Estimular a reflexão dos textos lidos, direcionados para a relação do ser humano com o outro e o meio ambiente.

METODOLOGIA
·         O desenvolvimento do projeto contemplará todas as áreas de conhecimento. Os procedimentos metodológicos serão interdisciplinares, contextualizados e diversificados; como:
Ø  Roda de conversa sobre Educação Ambiental
Ø  Hora do Conto (histórias infantis);
Ø  Leitura de rótulos, revistas, jornais, poesias, bilhetes, convites, etc.
Ø  Leitura de varal;
Ø  Dramatização com fantoches;
Ø  Cantigas de roda;
Ø  História seqüenciada;
Ø  Reescrever novas versões dos contos;
Ø  Iniciar o processo de construção de livros com pequenos textos;
Ø  Espaço do Pequeno Escritor;
Ø  Filme (Rios),
Ø  Leituras dramatizadas;
Ø  Cruzadinhas e caça palavras;
Ø  Reconto e reescrita de histórias.

Ao final deste projeto, os alunos serão capazes de: demonstrar conhecimento de diferentes contos de fadas, de produzir e revisar textos, refletir sobre o uso das convenções que normalizam os usos da língua portuguesa com relação à ortografia.




Culminância do projeto


Poema -As borboletas

As bailarinas


Dramatização: A nuvem triste




Dramatização: a cesta de frutas (Adivinhas)


Dramatização: Os três porquinhos



Advinhas extraídos do livro: Brincando com as advinhas
Momentos das piadas.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Fazendo artes

Reciclando garrafas pet.QUE LINDO CASAL DE SAPOS

Adicionar legenda
Produzindo painel para a esta junina


 Uma toalhinha para presentear os amigos.
Com feltro



Adicionar legenda
Customização em blusas.

Convites para a festa junina de minha escola, lindos casais eitos com papel crepon.







sábado, 6 de agosto de 2011

          Recursos que fazem a diferença na sala de aula:
Móbile


Mural no pátio da escola.Todos os evetos e datas comemorativas são lembrado por meio do mural; não apenas aos alunos. Mas para toda a comunidade escolar.

Um cantinho reservado para as crianças na sala de aula é super legal! Poi os meus alunos adoram o cantinho da leitura; nste cantinho, há inúmeros livros com histórias infantis.

Todos os dias há uma disputa para atualizarem a data e o dia da semana.


As sílabas simples não podem faltar.Os alunos pré-silábicos sempre recorrem ao cartaz como fonte de informações na hora da leitura e escrita.

O quadro com uma bela borda alegra os olhos da criançada, além de conter informações( as letras do alfabeto), alegra o abiente.

Um mural na sala de aula, é otimo para expor as atividades dos alunos.Além de elevar a auto estima,é uma maneira de ensinar comos trabalhos dos alunos.

Há palavras que fazem a diferença!!!!

Pregadores enfeitado com feltro para anexar os trabalhos das crianças  no mural.

As araras ficaram lindas!!!

E as borboletas com a abelha, hummm........


Olha só um grande aliado no combate ao lixo.Este lixeiro foi confeccionado pela professora Dilkéia, a qual me presenteou.

As flores alegram nossa vida!

No início do ano um carchá tem grande valor....

Olha só o amigão que fica no pátio da escola.

Uma pastinha decorada pra guardar relatórios.....

Olha minha pasta que compõe o meu portfólio!


Que legal saber o dia do aniversário dos colegas! eles ficam eletrizantes ao parabenizar os colegas, e a professora!? Eles fazem uma festa.










   Com este recurso podemos dividir com os dias da semana, os leitores (crianças) que particiciparão do cantinho da leitura e da leitura individual.

Na sala dos professores há um cantinho para os recados e para as reflexões.


Olha o meu porta treco 1.
  Opa! agora o porta treco 1 e 2.
Quadro valor de lugar- As crianças conseguiram aprender com mais facilidades manuseando os números, experimente!
Minha família reunida na confecção de ovos coloridos , para enfeitar a mesa no café de Páscoa.Foi um barato!!!!

Após higienizar as cascas dos ovos com detergente, água e alcool;Colocá-los pra secar e, pintá-los com tinha de tecido ou cola colorida.Pode usar a criatividade!!!!!!Para secar mais rápido, pode ser usado um secador de cabelos...



Após de seco a pintura, recheá-los com amendoim torrado, pode ser doce ou salgado.Para fechar a abertura da casca do ovo,feche-os com cola branca e papel aluminio.





A arte em pintura em ovos, é uma boa opção de presentear os amigos e familiares na páscoa.